Michael Palin: “A BBC me manda para lugares onde posso morrer”

Depois de ter viajado para a Coreia do Norte e para o Iraque, Michael Palin admitiu estar com medo de sua próxima viagem.

Ele falou disso durante uma entrevista para o jornal britânico The Express.

Veja mais em: Saiu o trailer da série ‘Michael Palin na Coreia do Norte’

Veja mais em: A próxima série de viagem de Michael Palin vai ser sobre o Iraque

Por mais de 40 anos, Michael Palin viajou ao redor do mundo entretendo os espectadores com suas opiniões únicas sobre alguns dos lugares mais fascinantes do planeta.

PREOCUPAÇÃO

Mas, recentemente, o membro do Monty Python questionou os motivos da BBC Channel 5 o enviar para o Iraque para gravar a sua mais nova série de viagens Michael Palin: Into Iraq.

É claro que ele fez esse questionamento de forma brincalhona, não se preocupem.

De acordo com o jornal, ele afirmou que o Channel 5 parece estar bastante interessado em enviá-lo para lugares onde ele pode ser morto.

“Fui para a Coreia do Norte. Então eles disseram: ‘Oh, vamos enviá-lo para o Iraque'”.

Eu tive que fingir uma cirurgia cardíaca para sair dessa.

IRAQUE

A série mais recente mostra Michael Palin viajando mais de 1,6 quilômetros pelo país Iraque em um período de três semanas.

O documentarista vivenciou uma emocionante viagem a um santuário em uma parte do rio Tigre que homenageia as vítimas do massacre de Camp Speicher (no terrível massacre, até 1.700 soldados iraquianos foram mortos e jogados no rio por membros do Estado Islâmico).

Ao conhecer a história, Palin disse que seu “otimismo eterno levou uma surra”.

MEDO

Ele acrescentou: “Eu não entro nessas experiências esperando ficar com medo. Eu entro nelas esperando que elas estejam absolutamente bem como se fossem apenas manchetes nos jornais”.

Mas você chega lá e percebe que há muita raiva ao redor e isso pode ser perigoso.

“Disseram-me para não sair à noite porque seríamos um alvo, mas essa é a minha coisa favorita a fazer, sair para passear e tomar um café ou uma cerveja”.

Então foi uma pena não poder fazer isso.

E, por fim, sobre os projetos futuros de suas viagens, ele acrescentou: “Esse pode ser o futuro, encontrar outro lugar perigoso e ir lá para tentar sobreviver”.

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 40 anos na cara. Às vezes grava o podcast "Pythoneando" e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor dos livros "A História (quase) Definitiva de Monty Python" e "O Guia da Carreira-Solo dos Membros do Monty Python"

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.