John Cleese pagou para esculpir nome de Michael Palin errado

Nos anos 1990, o ator norteamericano Sam Wanamaker criou um propósito: recriar o famoso teatro onde Shakespeare encenou suas obras, o famoso teatro The Globe.

Foi então que um membro do Monty Python resolveu fazer uma piada com isso.

Interior do teatro The Globe
Interior do Shakespeare’s Globe Theater (Foto: Pedro Cambra)

Veja Mais Em: Teatro pede entregas de cervejas Monty Python

Chamado de Shakespeare’s Globe Theatre o teatro passou a receber doações de empresas e pessoas envolvidas com cultura. Sendo assim, John Cleese e Michael Palin também resolveram ajudar a instituição.

DOAÇÕES

O chão do pátio do teatro é todo pavimentado com pedras, onde cada pedaço tem o nome de um dos doadores esculpido. Ou seja, se vocês estão curiosos sobre quem fez uma doação, basta olhar para baixo no pátio.

Só que uma das pedras de pavimentação contém uma pequena piada interna.

ERRO DE DIGITAÇÃO

De acordo com o site The Londonist, “o que pode ser considerado um dos erros de digitação mais embaraçosos de Londres, é na verdade uma piada.

Quando John Cleese concordou em fazer uma doação de 300 libras para o teatro The Globe, ele pediu para que a placa de Michael Palin ficasse ao lado da sua.

Então, disse que também doaria em nome de Palin, e ele pagaria pelas duas placas.

Só que exigiu que o nome de Michael Palin fosse esculpido com dois “L” no sobrenome.

Essa história é confirmada pelos guias turísticos do teatro The Globe

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 40 anos na cara. Às vezes grava o podcast "Pythoneando" e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor dos livros "A História (quase) Definitiva de Monty Python" e "O Guia da Carreira-Solo dos Membros do Monty Python"

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.