John Cleese conta como ficou pobre depois do divórcio

John Cleese teve problemas com a sua terceira esposa, Alyce Faye Eichelberger, e poucos anos depois do casamento aconteceu o divórcio entre os dois.

O problema é que esse divórcio acabou custando até as calças que ele veste.

No início da relação era só amor

Veja mais em: John Cleese vai pagar a última parcela da pensão

O caso aconteceu em 2008, e o membro do Monty Python acabou sendo condenado a pagar uma pensão alimentícia de 12 milhões de libras.

DIVÓRCIO

John Cleese conseguiu fazer um acordo e a fortuna foi paga em dezoito parcelas de 650 mil libras por ano. Ele conseguiu terminar de pagar em 2015, trabalhando por sete anos para conseguir pagar.

De acordo com o jornal The Express, Cleese descreve a situação como “alimentar a fera”. Para isso, ele teve que vender os móveis de sua casa. Inclusive, chegou a vender alguns adereços dos filmes pythonescos que participou.

Por fim, ele teve que vender a sua casa também!

FORTUNA

Em uma entrevista para a revista alemã Der Spiegel, Cleese afirmou que estava confortavelmente bem antes de se divorciar. “Eu nunca soube o quanto eu realmente tinha. Mas agora estou trabalhando para pagar a pensão alimentícia”.

Ela está muito melhor do que eu

Sete anos depois de ter começado a pagar a pensão, John Cleese se sente como no início de sua carreira. “Ainda estou tendo que trabalhar duro”.

O homem de 82 anos – que deve completar 83 anos em outubro – disse que por mais que queira “ficar sentado lendo muitos livros”, ele deve trabalhar, pois não tem mais economias guardadas.

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 40 anos na cara. Às vezes grava o podcast "Pythoneando" e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor dos livros "A História (quase) Definitiva de Monty Python" e "O Guia da Carreira-Solo dos Membros do Monty Python"

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.