Eric Idle odeia pessoas conservadoras: “Elas são pessoas horríveis”

Em uma entrevista para o jornal The New York Post, Eric Idle falou sobre o auge da comédia. Além disso, ele afirmou que odeia pessoas conservadoras.

Por fim, ele falou também sobre a cultura do cancelamento, e criticou esse tipo de pensamento.

Veja mais em: Monty Python afirma que conservadores são idiotas

A repórter Kara Swisher começou a entrevista perguntando “Como você vê a cultura do cancelamento hoje em dia? Porque agora todo mundo é observado sob grande escrutínio”.

Além disso, ela perguntou se ele assistiu o recente monólogo do humorista Dave Chappelle no programa Saturday Night Live.

De acordo com ela, Chappelle afirmou que está sendo censurado.

CENSURA

Eric Idle desconsiderou a afirmação de Chappelle de que a cultura do cancelamento é um fenômeno. “Bem, onde ele disse isso? Na televisão. Ou seja, ele não está sendo tão cancelado, está?”

“Se ele estivesse em seu quarto reclamando, eu teria muito mais simpatia”.

A repórter Swisher concordou e disse: “Certo, então ele não paga o preço, ele apenas diz que paga o preço”.

CONSERVADORES

Idle deu um exemplo do que o preocupa na comédia atual: “Eu não gosto quando Bill Maher reclama do público por não rir. Você não deve reclamar do público. Não há nada de errado com o público. Se eles não riem de suas piadas, há algo errado com sua piada”.

Ele também criticou os conservadores em seu próprio país: “Eu os odeio intensamente, sempre odiei as pessoas conservadoras. Tenho medo de dizer que tenho preconceito contra eles, são pessoas horríveis”.

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 40 anos na cara. Às vezes grava o podcast "Pythoneando" e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor dos livros "A História (quase) Definitiva de Monty Python" e "O Guia da Carreira-Solo dos Membros do Monty Python"

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.