Os cavaleiros que dizem Ni!

Eles são temidos pela maneira como pronunciam a palavra “Ni!”, no filme Monty Python Em Busca do Cálice Sagrado.

Além do mais, são os guardiões das palavras sagradas: “Ni!”, “Peng” e “Neee-Wom”.

HolyGrail107_Knight-of-Ni

Os Cavaleiros que Dizem Ni! são liderados por um cavaleiro de 12 metros de altura com braços desproporcionalmente curtos e chifres de rena inseridos em seu capacete (Michael Palin em pé numa escada).

Os outros cavaleiros são de proporções humanas normais e agem como um coro, apenas repetindo as palavras e frases que o cavaleiro principal fala.

Todas as palavras que tem de proteger são infames pelo horror, medo e dor que provocam. Segundo o Rei Arthur, “aqueles que as ouvem raramente vivem para contar a história!”

Mais tarde, o líder muda o seu nome para “Os Cavaleiros que Dizem Ekke Ekke Ekke Ekke Ptangya Ziiinnggggggg”.

Por causa da pronúncia difícil, o Rei Arthur simplesmente se refere a eles como “Os Cavaleiros que até Recentemente Diziam Ni”.

Knights-of-Ni-cavaleiros

Arthur, se querer, acaba descobrindo a fraqueza dos cavaleiros. Uma palavra que eles não suportam ouvir: “isso”, que Arthur diz várias vezes sem saber que causa dor aos cavaleiros.

SPAMALOT

Os Cavaleiros aparecem em Spamalot, o musical, com sua primeira cena praticamente inalterada.

Rei Arthur, então, se refere a eles como “Os artistas anteriormente conhecidos como os Cavaleiros que Dizem Ni”, uma referência ao cantor Prince.

the_knights_who_say_ni_by_fully_tabouli

A outra grande mudança no texto é que os Cavaleiros renomeados já não exigem outro canteiro de arbusto, e sim que o Rei Arthur os leve para um musical. Rei Arthur tenta cumprir esta missão no segundo ato, até que a Dama do Lago diz que ele já está em um musical.

Coincidentemente, a palavra Nīþ foi muito usada pelos vikings como um insulto grosseiro.

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 40 anos na cara. Às vezes grava o podcast "Pythoneando" e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor dos livros "A História (quase) Definitiva de Monty Python" e "O Guia da Carreira-Solo dos Membros do Monty Python"

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.