John Cleese revela que já comeu cachorro

ATENÇÃO: Post mais polêmico que o episódio mais polêmico do Monty Python.

Um dos integrantes (tá, eu admito que foi o John Cleese) revelou que já comeu um cachorro.

Jennifer Wade, esposa de Cleese, e seus “gatinhos”

Veja Mais Em: John Cleese faz guerra de comida em programa de TV

E, o pior (ou o melhor) é que ele achou delicioso.

HISTÓRIA

Quando Cleese estava viajando por Hong Kong, ele foi servido de um prato que acabou gostando muito, mas não sabia do que se tratava.

“Eu perguntei ao cara que estava me comprando o almoço ‘o que era, porque era realmente delicioso’, e ele me contou que era uma espécie de poodle”, Cleese contou em uma entrevista ao jornal The Express.

OBS pertinente: Nenhum outro membro do Monty Python comeu um cachorro, a não ser que as pessoas considerem aquele pastor alemão que Terry Gilliam comeu no café da manhã como um cachorro

Engraçado que, durante a Primeira Guerra Mundial, seu pai também comeu um cachorro sem querer, também em Hong Kong.

No dia seguinte, eu vi um poodle na rua e automaticamente me encontrei salivando, então eu logo me dei conta de que isso tinha que parar imediatamente, pois o cão é uma iguaria em alguns países.

Hoje em dia, quando se trata de cuidar de animais de estimação, não é segredo que Cleese prefere gatos. Ele e sua atual esposa Jennifer têm quatro, incluindo um grande Maine Coon chamado Felix.

O python já dispensou vários cães como sendo “como pequenos nazistas. Eles correm dizendo: ‘quem morderei, mestre?'”

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 40 anos na cara. Às vezes grava o podcast "Pythoneando" e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor dos livros "A História (quase) Definitiva de Monty Python" e "O Guia da Carreira-Solo dos Membros do Monty Python"

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.