Fundamentos bíblicos são tão poderosos nas mãos certas

O jornal inglês The Guardian fez algumas críticas ao programa “The Bible”, do History Channel, dizendo ser pior do que um reality show.

Em certo momento, o artigo cita o filme A Paixão de Cristo, de Mel Gibson, dizendo que bateu recordes de bilheteria, apesar dos níveis de violência e acusação de ser anti-semita, e diz que Dan Brown fez fortuna com um conto mal escrito sobre Jesus.

01

De acordo com o jornal, “Fundamentos bíblicos estão enraizados em nossa cultura, e são tão poderosos nas mãos certas – como as do grupo Monty Python”.

O jornal se referiu ao filme A Vida de Brian, que, segundo os pythons, não faz uma crítica à religião, mas ao modo como se explora a religião.

(com informações de Alan Yuhas – The Guardian – 25-03-2013)

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 40 anos na cara. Às vezes grava o podcast "Pythoneando" e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor dos livros "A História (quase) Definitiva de Monty Python" e "O Guia da Carreira-Solo dos Membros do Monty Python"

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.