Autoridades negam que Terry Gilliam danificou convento

Uma boa notícia, fãs de Monty Python. Vocês se lembram daquela polêmica envolvendo o filme O Homem Que Matou Dom Quixote, de Terry Gilliam?

Pois então, parece que tudo está resolvido.

A polêmica envolvendo Dom Quixote
Jonathan Pryce (o Dom Quixote) e Terry Gilliam (o Monty Python)

Sim, aquela mesma polêmica em que um canal português acusou a equipe de Gilliam de ter feito alguns estragos no Convento de Cristo, na cidade de Tomar, em Portugal?

Se não se lembra, veja o link abaixo.

Veja Mais Em: Terry Gilliam está sendo acusado de danificar convento

Acontece que essa história teve uma reviravolta em que Terry Gilliam levou a vantagem, pois autoridades portuguesas negam as acusações de que o convento teria sido danificado.

Depois de uma minuciosa investigação, a Direção-Geral de Patrimônio de Portugal descobriu que o convento sofreu apenas “danos insignificantes” durante as filmagens.

Veja Mais Em: Desculpem pela quantidade de seios

Ontem, a direção emitiu um relatório afirmando que um programa da emissora pública RTP (a mesma que alegou os danos) faltou com “rigor e revelou falta de conhecimento científico”.

Terry Gilliam apenas chamou as alegações de um “absurdo ignorante”.

Nota da redação: Ou seja, caros amigos, apesar da polêmica nós vamos ter Dom Quixote de Terry Gilliam!

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 40 anos na cara. Às vezes grava o podcast "Pythoneando" e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor dos livros "A História (quase) Definitiva de Monty Python" e "O Guia da Carreira-Solo dos Membros do Monty Python"

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.