• Thiago Meister Carneiro

O Coelho de Caerbannog

killer_rabbit01No filme Monty Python Em Busca do Cálice Sagrado, os cavaleiros do Rei Arthur são levados para a Caverna de Caerbannog por Tim, o Mago.

A caverna (caer bannog significa “torres do castelo”, em galês) é a casa da Besta Negra de Aaaarrrrgggghhhh, e é guardada por um monstro que é inicialmente desconhecido.

Tim, o Mago verbalmente faz um retrato de um monstro terrível com “desagradáveis​​ e grandes dentes pontiagudos!” tão aterrorizante que Sir Robin faz cocô em sua armadura.

Quando os cavaleiros percebem que o tal guardião é apenas um coelhinho branco, Arthur e seus cavaleiros passam a não levar a sério os avisos de Tim, o Mago. Então, Rei Arthur ordena a Bors (em sua única aparição no filme, interpretado por Gilliam) para que mate o coelho.

Bors desembainha a espada e aproxima-se, mas é imediatamente decapitado pelo coelho.

coelho-caerbannog

Ao ver a morte do colega, Sir Robin novamente faz cocô em sua armadura. Indignado, o Rei ordena um ataque. O coelho acaba matando Gawain e Ector com facilidade.

A Santa Granada de Mão de Antioquia é, então, usada para matar a fera.

01

BASTIDORES
A cena do coelho foi filmada do lado de fora da mina Tomnadashan, na Escócia. Ela foi explorada no século passado pelo Marquês de Breadalbane, que buscava ouro e cobre.

O coelho foi retratado no filme por um animal real e também por um boneco. O dono do coelho real ficou bravo com a quantidade de sangue falso que os Pythons encharcaram o bichinho.

Gilliam disse, em um comentário de áudio do DVD, que a cena foi interrompida para que o elenco tentasse desesperadamente limpar o coelho antes que o proprietário visse, mas foi uma tentativa mal sucedida. A tinta não saiu.

Ele também afirmou que, se fossem mais experientes na produção de filmes, eles teriam comprado um coelho, em vez de alugar. Mas, tirando esse fato, o coelho saiu ileso.

Os efeitos da mordida de coelho foram feitos através de marionetes, por Terry Gilliam e o técnico de efeitos especiais John Horton.

Para o DVD do 25º aniversário do filme, Michael Palin e Terry Jones voltaram a ser entrevistados na frente da caverna, mas não conseguiram se lembrar da localização. Eles subiram e desceram as colinas por horas e, em desespero, pediram ajuda aos moradores locais, dizendo não entender como poderiam ter esquecido, já que há um coelho assassino nela.

01A ideia do coelho no filme foi retirada da fachada da catedral de Notre Dame, em Paris, que ilustra a fraqueza da covardia, mostrando um cavaleiro fugindo de um coelho.

METÁFORAS
O coelho é muito utilizado como uma metáfora para algo aparentemente inofensivo mas que é, de fato, mortal.

Segundo a socióloga Ruth Simpson, em seu artigo “Nem claro, nem presente: a construção social de segurança e perigo”, as percepções de segurança e perigo são produtos da construção social, acordo coletivo, e de socialização.

“Enquanto o perigo certamente existe, percepções de perigo não decorrem diretamente da observação do mundo empírico. O ambiente fornece apenas informações inconsistentes e ambíguas, permitindo amplo espaço para crenças socialmente construídas. Três quadros (cauteloso, confiante neutro) organizam as percepções de segurança e perigo. Cada quadro começa com uma suposição padrão sobre segurança e perigo. Na formação de expectativas, esses quadros também contribuem para a percepção de horror, humor, medo, excitação e, finalmente, fobia, como um fenômeno sociológico”

01Tais riscos ocultos, mas reais, podem mesmo surgir de animais fofinhos. O humor da encenação vem dessa inversão do quadro usual pelo qual a segurança e o perigo são julgados.

POPULARIDADE
O coelho foi reproduzido sob a forma de brinquedos de pelúcia, chinelos e grampeadores, entre outros.

O coelho assassino de pelúcia foi classificado como o segundo brinquedo de pelúcia mais nerd de todos os tempos por Matt Blum, do blog GeekDad, ficando atrás apenas do boneco de pelúcia Cthulhu.

Mais Coisas Pythonescas:

Jornalista e Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 35 anos na cara. Foi para Camelot, mas desistiu de entrar porque era um lugar muito idiota.