• Thiago Meister Carneiro

Finlandês é o Primeiro Doutor em Monty Python do Mundo

Hoje, exatamente hoje, está nascendo o primeiro doutor em Monty Python do mundo.

O finlandês Rami Mähkä (esse senhor da foto) vai defender a sua tese de doutorado (ou já defendeu, depende do horário em que você estiver lendo esta notícia) em História Cultural, na Universidade de Turku.

Chamada de “Algo Completamente Histórico: Monty Python, História e Comédia”, a tese surgiu com o intuito de descobrir o processamento do humor pythonesco junto a temas históricos e seus contextos.

Veja Mais Em: Artigos e Estudos sobre Monty Python

Segundo Mähkä, a relação de Monty Python com a História foi surreal e desrespeitosa. O grupo ridicularizou o culto do grande homem. “É um ato simbólico, uma atitude democrática e relativizada para tomar o poder”, disse.

“Apesar de todos os membros do Monty Python serem claramente inclinados para a esquerda [politicamente falando], eles realmente criticavam tudo. Todos os grupos sociais são objeto da comédia deles. Muitas vezes, eles zombavam de seu próprio empregador [a BBC]. Um assunto proibido era a monarquia britânica, e o grupo testou todos os limites da BBC”.

Veja Mais Em: Conheça o Maior Fã de Monty Python do Mundo

PESQUISA
Para compor a sua tese, o finlandês pesquisou as raízes do humor pythonesco, principalmente estudando o grupo de rádio “The Goons”, que os membros do Monty Python ouviam na adolescência. “Monty Python e o humor absurdo não é completamente auto-inventado, foi um estilo evoluído de 1950”.

Mas, no início das pesquisas, Rami Mähkä teve problemas com o seu professor, que ainda tinha dúvidas do conteúdo da tese de seu aluno. Só que ele decidiu pegar o touro pelos chifres, e hoje apresenta o resultado de anos de trabalho.

Nota da redação: O meu artigo de Especialização em Linguística chama-se “O Ministro do Andar Tolo: O humor nos tempos do Monty Python”. Mas a tese de Doutorado desse finlandês com certeza é um achado!!