• Thiago Meister Carneiro

Mulheres Fazem Cover de Monty Python Contra Machismo

Na Espanha, um coral feminino fez uma versão de uma música do Monty Python (na verdade, de Neil Innes).

Na canção, elas criticam o machismo ao volante.

Nota da redação: Eu achava que piadinhas com mulheres no volante era coisa de brasileiros, mas percebi que não

MÚSICA
Coincidindo com o dia 8 de março, o Dia Internacional da Mulher, o coral gravou uma nova versão da música How sweet to be an Idiot, de autoria de Neil Innes, que foi gravada pela banda The Bonzo Dog Band.

Veja Mais Em: Neil Innes, o outro python

Em espanhol, a letra foi adaptada para ser uma crítica e derrubar um dos maiores preconceitos que pesam sobre as mulheres motoristas na Espanha.

Mas vale também para o Brasil.

VERSÃO
Segundo o vídeo, frases como “tinha que ser mulher” ou “mulher no volante, perigo constante” estão enraizadas em nossa sociedade, mas as estatísticas indicam exatamente o contrário.

Esse vídeo dá, pela primeira vez, voz às mulheres motoristas, e lança uma mensagem reivindicativa através da letra da canção. O mais importante, é que a música se baseia em dados esclarecedores e estatísticas recentes da Dirección General de Tráfico (o Detran espanhol).

E assim, com Monty Python, as motoristas provam que o preconceito machista não corresponde à realidade.

Aqui embaixo, a canção original, interpretada por Neil Innes no especial Monty Python Ao Vivo no Hollywood Bowl: