Morre executivo que apresentou Monty Python aos EUA

Na sexta-feira, morreu Robert Wilson, presidente da emissora americana PBS Kera.

Ele tinha 76 anos.

Morreu Robert Wilson

Veja Mais Em: John Cleese vira estagiário de Donald Trump

Foi esse senhor o responsável por apresentar o Monty Python ao público dos Estados Unidos.

Nota da redação: Robert A. Wilson era pai dos atores Owen e Luke Wilson.

HISTÓRIA

Num certo dia de 1974, chegou às mãos de Robert uma fita de vídeo com dois esquetes de uns comediantes ainda desconhecidos de seu público: O Esquete do Lenhador (The Luberjack Song) e Agência de Discussão (Argument Sketch).

Ele assistiu à fita e rachou o bico de tanto rir. Esses dois esquetes foram suficientes para convencê-lo a comprar mais material para a emissora que presidia.

Só que, assim como havia acontecido na BBC, o alto conselho da emissora não correspondeu como o desejado.

Mesmo assim, Robert decidiu investir na compra. E foi um sucesso.

AUDIÊNCIA

A estreia da série Monty Python’s Flying Circus nos Estados Unidos logo foi marcada para a primeira semana de maio de 1975, às 10h de um sábado.

O medidor de audiência americano Nielsen ratings apontou que a avaliação média da emissora era de cerca de 1 ponto.

Quando tínhamos algo grande, talvez chegávamos a 2,5 pontos, disse Ron Devillier, vice-presidente da PBS Kera.

Monty Python e Ron Devillier

Ainda segundo Devillier, a audiência da primeira semana do programa pythonesco foi a 6 pontos. Então foi pra 7,5 pontos e chegou ao pico de 8 pontos. “Não podíamos acreditar. Foi assim que tudo começou”.

Ou seja, os Estados Unidos conhecem Monty Python graças a Robert A. Wilson.

MORTE

Segundo o jornal Dallas Morning News, Luke Wilson contou que seu pai morreu depois de anos de luta contra a doença de Alzheimer.

Em um encontro recente com o ator Owen Wilson, Terry Gilliam disse o seguinte:

Nós temos algo em comum. Nenhum de nós estaria aqui sem Bob Wilson

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 40 anos na cara. Às vezes grava o podcast "Pythoneando" e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor dos livros "A História (quase) Definitiva de Monty Python" e "O Guia da Carreira-Solo dos Membros do Monty Python"

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.