Good Omens: saiba porque Terry Gilliam foi importante para a série

Na semana passada, estreou a série Good Omens, baseada no livro Belas Maldições, de Neil Gaiman e Terry Pratchett.

Ela estreou no serviço de streaming Amazon Prime.

Terry Pratchett e Neil Gaiman no buteco

Veja Mais Em: Neil Gaiman conta como conheceu Monty Python

Pois saibam que essa série só saiu do papel graças a um membro do Monty Python: Terry Gilliam.

Em uma entrevista para o site The Wrap, Neil Gaiman confirmou que existe Monty Python no DNA da história.

Quando Terry Pratchett e eu terminamos de escrever o romance, ficamos tipo ‘Quem queremos que leia o livro primeiro?’ Nossa reação imediata foi Terry Gilliam

Foi então que eles enviaram uma cópia para o python, para que ele pudesse escrever uma sinopse.

Mas Gilliam, ao receber o livro, achou que era um roteiro para um filme.

FILME

Segundo Gaiman, ele leu e se apaixonou.

A próxima coisa que fizemos foi nos encontrar com Terry Gilliam no Groucho Club, e ele disse ‘eu quero fazer esse filme’

Infelizmente, a versão de Gilliam, que seria estrelada por Robin Williams e Johnny Depp, nunca foi feita. E o motivo é que estava próximo do 11 de setembro, e ninguém estava com vontade de ver uma comédia sobre o fim do mundo.

MORTE

Um pouco antes de sua morte em 2015, Terry Pratchett disse a Gaiman que ele tinha que ser o único a adaptar o trabalho, mas Gaiman credita o nascimento da série a Terry Gilliam, argumentando que nunca teria acontecido sem aquela reunião no Groucho Club.

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 40 anos na cara. Às vezes grava o podcast "Pythoneando" e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor dos livros "A História (quase) Definitiva de Monty Python" e "O Guia da Carreira-Solo dos Membros do Monty Python"

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.