• Thiago Meister Carneiro

Spamalot

spamalot-capaUma comédia musical “amorosamente arrancada” do filme Em Busca do Cálice Sagrado.

Assim como o filme, é uma paródia irreverente da lenda do rei Arthur, mas difere do filme em muitos aspectos.

Apresentado pela primeira vez em 2005, na Broadway, ganhou três prêmios Tony, incluindo o de Melhor Musical da temporada 2004-2005.

Durante sua temporada inicial de mais de 1500 apresentações, foi vista por mais de dois milhões de pessoas e arrecadou mais de US $ 175 milhões (cerca de R$ 345 milhões).

Eric Idle explicou o título em um comunicado à imprensa, em fevereiro de 2004:

Nós testamos o título com as pessoas do público e eles gostaram muito, o que é gratificante. Afinal, eles são os únicos que vão pagar o preço da Broadway para ver o show.

O espetáculo tem duração de cerca de duas horas mais o intervalo.

Clique aqui e visite o site oficial do espetáculo.

FICHA TÉCNICA:
Música por John Du Prez, Eric Idle e Neil Innes

Roteiro: Eric Idle

Dirigido por Mike Nichols

Prêmios: Tony Award de Melhor Musical

O musical já teve apresentações na Austrália, Estados Unidos, Japão, Espanha, Polônia, México, Irlanda, Holanda, Suécia, Inglaterra e Noruega. Em 2012, a Unirio apresentou uma versão brasileira do musical.

ABERTURA
Uma gravação (voz de John Cleese) incentiva o público a “deixar seus celulares e pagers tocarem à toa”, e comenta que eles deveriam “estar cientes de que há cavaleiros fortemente armados no palco que podem arrastá-los para fora”.

01

ATO I
Um historiador dá um breve panorama da Inglaterra medieval. Então, uma vila escandinava aparece, com moradores finlandeses cantando a música “Fish Slapping Song“.

Ao final da música, o historiador retorna e, irritado, diz que estava se referindo à Inglaterra, não Finlândia.

A cena vai imediatamente para outra aldeia, onde Rei Arthur viaja com o seu escudeiro Patsy, que o segue batendo dois cocos, simulando os cascos de um cavalo. A missão de Arthur é recrutar cavaleiros para se juntar a ele em Camelot (King Arthur’s Song).

01Ele encontra dois sentinelas que estão mais interessados ​​em debater se duas andorinhas poderiam carregar um coco do que em ouvi-lo.

Sir Robin, um colecionador de vítimas da peste, e Lancelot, um homem grande, bonito e extremamente violento, concordam em se tornar cavaleiros da Távola Redonda. Lancelot para lutar e Robin para cantar e dançar (He’s Not Dead Yet).

Arthur tenta convencer um camponês chamado Dennis Galahad que ele é o rei da Inglaterra porque a Senhora do Lago deu-lhe Excalibur, a espada dada apenas ao homem apto a governar a Inglaterra.

No entanto, Dennis e sua mãe, a Sra. Galahad, são radicais políticos e negam que qualquer rei que não foi eleito pelo povo tenha o direito legítimo para governá-los. Para resolver a questão, Arthur chama a Dama do Lago, que transforma Dennis em um cavaleiro (Come With Me).

Eles se unem a Sir Robin e Sir Lancelot, e, juntamente com Sir Bedevere e o apropriadamente “Sir-Que-Não-Aparece-No-Espetáculo”, se tornam os Cavaleiros da Távola Redonda (All For One).

Os cinco cavaleiros se reúnem em Camelot, um lugar inspirado no Las Vegas Excalibur resort, com dançarinas, grandes dados e a Dama do Lago como atração principal (Knights of the Round Table/The Song That Goes Like This).

01No meio da folia, eles são contatados por Deus (Cleese), que lhes diz para localizarem o Cálice Sagrado. Instigado pela Dama do Lago (Find Your Grail), os cavaleiros partem. Eles viajam por toda a terra até que chegam a um castelo, apenas para ser violentamente hostilizado por franceses.

Eles tentam retaliar, entregando-lhes um grande coelho de madeira no estilo do Cavalo de Tróia. No entanto, eles percebem que, após entregar o coelho, deveriam ter se escondido dentro dele.

Derrotados, saem apressados quando os franceses começam a insulta-los e a jogar animais, incluindo uma vaca (Run Away!).

ATO II
Sir Robin e seus menestréis seguem Rei Arthur e Patsy por uma “floresta escura e muito cara”, onde são separados. Rei Arthur encontra os Cavaleiros que Dizem Ni!, que exigem que o Rei lhes entregue um arbusto. Rei Arthur se desespera para encontrar um, mas Patsy o acalma cantando (Always Look on the Bright Side of Life).

Sir Robin, depois de vagar pela floresta por algum tempo com seus trovadores (Brave Sir Robin), encontra o Cavaleiro Negro, que o assusta. Mas Rei Arthur chega e o derrota cortando seus braços e pernas.

01Então, o Rei entrega o arbusto aos Cavaleiros que Dizem Ni!, que exigem que os coloque em um musical da Broadway.

Enquanto a Dama do Lago lamenta a falta de tempo no palco (Diva’s Lament – Whatever Happened to My Part?), Sir Lancelot recebe uma carta de que ele imagina ser uma jovem donzela em perigo.

Ele fica surpreso ao descobrir que a moça é, na verdade, um jovem efeminado chamado Príncipe Herbert (Where Are You?/Here Are You), cujo pai, o Rei do Castelo do Pântano, o força a um casamento arranjado. Quando Herbert pede a Lancelot para ajudá-lo a escapar, o pai do rapaz  corta a corda que ele está usando para fugir da torre do castelo, e Herbert cai para a sua morte.

Porém, Herbert foi salvo pelo escudeiro de Lancelot, Concord. O rei pergunta a seu filho como ele foi salvo, e Herbert responde com uma canção (Your Name Is Lancelot).

Rei Arthur começa a perder a esperança de colocar os Cavaleiros que Dizem Ni! em algum musical da Broadway e lamenta estar sozinho, mesmo que Patsy esteja com ele o tempo todo (I’m Alone). A Dama do Lago aparece e explica que eles já estão em um musical da Broadway. Patsy também revela que ele é meio judeu, mas não quer dizer nada para Arthur porque “isso não é realmente o tipo de coisa a se dizer a um cristão fortemente armado”.

Depois de pegar algumas dicas não muito sutis, Arthur decide se casar com a Dama do Lago depois que ele encontrar o Cálice Sagrado.

01

Reunido com seus cavaleiros, Arthur encontra Tim, o Mago, que os adverte sobre o perigo de um coelho do mal. Quando o coelho arranca a cabeça de um cavaleiro, Arthur usa a Santa Granada de Mão de Antioquia contra ele, derrubando uma colina próxima e revelando que o “coelho do mal” era, na verdade, uma marionete.

Um grande bloco de pedra que mostra uma combinação de letras e números é também revelado.

Arthur admite que eles estão “um pouco perplexos com a pista” e pede a Deus para dar uma mão. A mão aponta para o público e Arthur percebe que as letras e os números referem-se ao número de um assento na plateia. O Cálice é “encontrado” sob o assento, e a pessoa sentada no banco é recompensada com um troféu e uma pequena foto tirada na hora, ao lado do Rei Arthur.

Arthur se casa com a Dama do Lago, que revela que seu nome é Guinevere. Lancelot se casa com Herbert (que finalmente tem a chance de cantar), e Sir Robin decide seguir uma carreira no teatro musical (Act 2 Finale/Always Look on the Bright Side of Life (Company Bow).

01

REAÇÃO DOS PYTHONS
O musical teve reações mistas dos ex-colegas de Idle.

Terry Gilliam disse à BBC News: “O espetáculo contribui com o fundo de pensão e ajuda a manter vivo o Monty Python. Ele tem vida própria”.

Terry Jones expressou sua opinião em matéria para a Entertainmet News, em maio de 2005: “Spamalot é totalmente inútil. Está cheio de ar”.

No entanto, quando perguntado se ele gostava de Spamalot durante uma entrevista com Dennis Daniel, na rádio 98,5 WBON-FM, Jones disse: “Bem, eu acho uma boa diversão. É ótimo ver a plateia adorando. Eu tinha certas reservas quanto a representar cenas de um filme no palco. Quero dizer, eles realmente são bons, mas eu simplesmente não entendo muito do que se trata. O espetáculo não é realmente ‘Python’. É muito Eric”.

“Eu estou lhes fazendo dinheiro, e os bastardos ingratos nunca me agradeceram. Quem lhes dá um milhão de dólares por cada Spamalot?”
Eric Idle

Em uma entrevista para a Timeout, em 2006, Michael Palin disse: “Estamos todos extremamente satisfeitos que Spamalot esteja indo tão bem, porque todos nós somos os beneficiários! É um grande show. Nenhum de nós se reuniu e escreveu um espetáculo ‘Python’. Então, Eric finalmente perdeu a paciência e disse: ‘Bem, eu vou fazer isso sozinho, então’. O seu sucesso é tão grande que nos surpreendeu”.

CURRY MCGRATH SPAMALOTQuando perguntado por um repórter do Las Vegas Review Journal, em 2008, se teve que ser persuadido a fornecer a voz de Deus para o musical, John Cleese disse: “Sim, é isso mesmo. E eu acho que Spamalot é esplêndido. Ele teve um avanço extraordinário. Eu desafio qualquer um a ir e não ter uma noite muito divertida. É a coisa mais idiota que eu já vi e acho que Eric fez um ótimo trabalho”.

CRÍTICA E BILHETERIA
A produção original foi um sucesso financeiro e de crítica. A revista Variety apurou que as vendas antecipadas de ingressos foram de US $ 18 milhões, com os preços variando entre US$ 36 (cerca de R$ 72) para US$ 179 (R$ 357).

O show provou ser um sucesso inicial, porém, não escapou das críticas. O jornalista Sam Anderson escreveu um artigo intitulado And Now for Something Completely Deficient (E Agora Para Algo Completamente Deficiente), em que dizia que “O Monty Python foi formado exatamente em reação ao tipo de comédia preguiçosa, e Spamalot, que é o clímax berrante de uma tradição, é uma exploração do grupo muito sem graça”.

A versão West End foi cheia de elogios. “É uma noite maravilhosa, e eu peidarei na direção de qualquer um que diga o contrário”, escreveu Charles Spencer, no Daily Telegraph (aludindo à piada na cena do castelo francês).

A apresentação em Las Vegas foi premiada como o show número 1 de 2007 pelo Las Vegas Review-Journal.

PRÊMIOS E INDICAÇÕES
Na produção original da Broadway, Sara Ramirez (A Dama do Lago) cantou a frase “Eu não tenho nenhum Grammy, nenhuma recompensa / Eu não tenho nenhum Tony Award”.

02Ironicamente, o álbum do show original ganhou o Grammy de Melhor Álbum de Musical em 2006, e Ramirez ganhou o Tony de Melhor Atriz, em 2005. Os dois prêmios levaram a uma pequena alteração na música “O Lamento da Diva”.

Inicialmente, a frase virou “Meu Prêmio Tony / não vai me manter longe de Betty Ford”.

Informação pertinente: Betty Ford é um centro de recuperação de dependência em drogas que fica na Califórnia.

Quando Lauren Kennedy assumiu o lugar de Sara Ramirez, a frase mudou para “A minha antecessora ganhou prêmios / e agora ela está no Betty Ford”, mas depois foi alterada para “Todos os nossos prêmios Tony / não vão me manter longe de Betty Ford”.

Em 2005, a produção original da Broadway recebeu 12 indicações ao Tony Award, e levou os prêmios de Melhor Musical, Melhor Atriz em Musical (Sara Ramirez), Melhor Direção em Musical (Mike Nichols).

Dez indicações para o Drama Desk Award, e levou três prêmios: Melhor Musical, Melhor Letra de Música (Eric Idle) e Melhor Figurino.

Em 2006 foi a vez de Spamalot ganhar o Grammy de Melhor Álbum de Musical.

BASTIDORES:

Apresentado pela primeira vez em 2005, na Broadway, ganhou três prêmios Tony, incluindo o de Melhor Musical da temporada 2004-2005.

Mais Coisas Pythonescas:

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 35 anos na cara. Foi para Camelot, mas desistiu de entrar porque era um lugar muito idiota.