Terry Jones na luta contra a carga de trabalho dos professores

O membro do Monty Python Terry Jones está entre os signatários de uma carta aberta condenando a carga de trabalho dos professores da boa e velha Inglaterra.

De acordo com a carta, a carga dos professores é exacerbada pela interferência política. Além disso, um “sistema irracional e punitivo de inspeção”.

Terry Jones contra a carga de trabalho

Veja Mais em: John Cleese apoia campanha para salvar píer

Inclusive, essa não é a primeira vez que um membro do Monty Python se engaja em algum projeto social.

CARTA

A carta escrita pelo pessoal engajado foi enviada ao jornal The Guardian, e foi assinada por centenas de escritores (inclusive Terry Jones), professores e profissionais da educação. Ou seja, ela faz um apelo ao governo para reformar a inspeção e a prestação de contas, a fim de permitir que os professores “dediquem suas energias para o ensino e aprendizagem”.

MOTIVO

Uma recente pesquisa da YouGov (um site que dá ao povo a oportunidade de opinar nos assuntos de interesse da nação) motivou a carta. A pesquisa constatou que mais da metade dos professores estão considerando abandonar a profissão por causa da carga de trabalho.

Vamos lá, Jones. Estamos com vocês!!

Veja Mais em: Terry Gilliam ajuda o criador do WikiLeaks

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 40 anos na cara. Às vezes grava o podcast "Pythoneando" e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor dos livros "A História (quase) Definitiva de Monty Python" e "O Guia da Carreira-Solo dos Membros do Monty Python"

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.