John Cleese explica a democracia britânica em vídeo

Os membros do Monty Python sempre estão metidos em política.

Desta vez, foi a vez de John Cleese, que protagonizou uma animação onde explica algumas das coisas erradas da democracia britânica.

Imagens da democracia britânica

Veja Mais Em: John Cleese afirma ser de Centro-Esquerda e alfineta a sociedade

A Ong Make Votes Matter produziu o vídeo com o objetivo de estimular o debate sobre uma das maneiras de corrigir o que está errado.

VÍDEO

Nele, Cleese argumenta que é preciso fazer uma mudança no sistema de votação britânico, que é muito atrasado:

Os conservadores e o DUP [Partido Unionista Democrático] detêm a maioria das cadeiras na Câmara dos Comuns [a Câmara de Deputado deles], mas apenas 43% dos votos foram para eles. 57% de nós tem que aturar um governo que não votamos e não queremos.

A solução, segundo Cleese, está na introdução de um sistema de representação proporcional para as eleições na Câmara dos Comuns.

Representação Proporcional, ou RP, significa que os assentos na Câmara dos Comuns refletiriam a maneira como votamos. Em outras palavras, se uma das partes obtiver 20% dos votos, eles recebem 20% dos assentos e, como consequência, isso significa que a Grã-Bretanha é governada por um Parlamento que reflete seu pessoal.

Make Votes Matter diz que o sistema de democracia britânica significa que milhões de eleitores são excluídos. Nas eleições de 2015, o Partido Verde, os Democratas Liberais e o UKIP [Partido de Independência do Reino Unido] receberam quase um quarto de todos os votos, mas acabaram dividindo apenas 1,5% dos assentos.

Nota da redação: Não entendi nada.

Thiago Meister Carneiro

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 40 anos na cara. Às vezes grava o podcast "Pythoneando" e às vezes assiste Monty Python na Netflix. Autor dos livros "A História (quase) Definitiva de Monty Python" e "O Guia da Carreira-Solo dos Membros do Monty Python"

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.