• Thiago Meister Carneiro

Terry Gilliam é Processado Por Direitos Autorais

terry-gilliam-shotOntem, um grupo de artistas de rua processou o python Terry Gilliam, dizendo que ele se inspirou em um mural psicodélico de Buenos Aires para o seu mais recente filme: “O Teorema Zero (The Zero Theorem)”.

Segundo a Agência Reuters, os grafiteiros acusam Gilliam de “apropriação indébita flagrante” de sua pintura.

Na denúncia, os artistas fazem uma comparação da versão cinematográfica com os grafites: um homem de turbante, um rato com aparência humana e um rosto desenrolando um emaranhado de fitas coloridas.

Segundo os grafiteiros, Gilliam demonstrou um “desrespeito repetido” pela lei de direitos autorais.

REMANESCENTE
Repetido? Como assim?

Acontece que Gilliam e sua equipe de produção foram processados ​​em outra ocasião, quando o artista lebbeus woods inventou que uma cadeira de tortura que apareceu no filme “Os 12 Macacos (The 12 Monkeys)” foi “obviamente baseada” em um desenho seu.

O grafite polêmico
O grafite polêmico

Os artistas argentinos, Franco Fasoli e Nicolas Romero, criaram os grafites em 2010 e registraram os direitos em 2013.

Gilliam não pode ser contatado para comentar o assunto.

Ah, esses argentinos. São velhos conhecidos nossos…