• Thiago Meister Carneiro

Programa Pré-Python É Encontrado na Nova Zelândia

Em 1964, o grupo de teatro Cambridge Footlights Revue, do qual faziam parte John Cleese e Graham Chapman, foi para a Nova Zelândia.

Formado pelos comediantes Tim Brooke-Taylor, Chris Stuart-Clark, Jo Kendall, David Hatch, Anthony Buffery e Bill Oddie, além dos dois Pythons (antes de serem Pythons), eles gravaram um especial para o canal NZBC (New Zealand Broadcasting Corporation) e quatro participações de meia hora em programas de rádio locais.

Essas quatro participações na rádio estavam perdidas. Até que apareceu Steve Danby.

Depois de ler sobre os shows em um livro sobre os Pythons, o produtor de rádio Steve Danby conseguiu rastrear as gravações na Nga Taonga Sound & Vision, uma empresa especializada em arquivar materiais da tevê e rádios neozelandesas.

E é inteiramente graças a ele que as fitas das quatro apresentações do Cambridge Circus sobreviveram:

Episódio 1 – O Show da Sra. Muir

John Cleese tenta entrar com um mamute pela alfândega e Bill Oddie ganha a competição da canção Asiavision.

Tim Brooke-Taylor demonstra exatamente como Oliver Cromwell executou todos os comediantes Isabelinos.

Episódio 2 – O Show do I.T. Briddock

Graham Chapman é um policial “on the rocks”, e David Hatch recebe um tratamento de canal.

John Cleese aparentemente assiste a um programa de TV sobre o papagaio azul norueguês. E Bill Oddie canta a música ocidental mais estúpida já escrita.

Episódio 3 – O Show do Cardeal Richelieu

Tim Brooke-Taylor leva livros para umas férias no inferno. Bill Oddie está se transformando em um pássaro. E uma equipe de comentaristas de críquete fica completamente perplexa.

Episódio 4 – O Show do Peter Titheradge

Graham Chapman coloca cães pastores em julgamento.

E um caso de tribunal dá errado.