• Thiago Meister Carneiro

Um Show Para Deixar Os Fãs Felizes!

Opening Night "Monty Python Live (Mostly)"Infelizmente, por motivos de falta de grana força maior, não pude ir ao show de retorno/despedida do Monty Python que aconteceu ontem, em Londres!!

Mas os nossos correspondentes internacionais foram, e vão nos contar como foi!

(Mentira, esse post é uma tradução do review que Dominic Cavendish escreveu pro jornal The Telegraph):

O que nós esperávamos: que os Pythons tivessem engolido um elixir e recuperado suas juventudes? Com uma idade combinada de 357, os Pythons seriam perdoados se apenas deixassem jovens comediantes prestarem uma homenagem. Mas eles trabalham muito para este último “hurra”.

Apesar do pouco tempo de ensaio – duas semanas, muito amor e esforço – essa apresentação foi pródiga e doidivanas, que, de longe eclipsou o show Ao Vivo no Hollywood Bowl, de 1982.

Então, o que está no show?

Colaborador do Monty Python de longa data, John Du Prez fez a abertura orquestrada (um pout-pourri que inclui as músicas Sit on My Face, I Like Chinese, Finland, Spam, Every Sperm is Sacred e Always Look on the Bright Side of Life).

Começamos assistindo uma breve aparição de Graham Chapman em três telões imensos.

monty-python-live-01

É nesse momento que os Pythons entram em cena, e o público vai ao delírio (nos telões piscam as palavras “oportunidade para tirar fotos!”).

Em trajes tradicionais espanhóis, Eric Idle e Terry Jones tocam violões (a música Lhamas). Seguem, então, informações sobre lhamas, transmitidas em um espanglês (espanhol + inglês, o equivalente ao nosso “portunhol”), com legendas em inglês.

“Las llamas san más grandes que las ranas” (As lhamas são maiores do que as rãs)

Então começa a tocar a marcha “The Liberty Bell”, música-tema da série Monty Python Flying Circus, e os 15 mil presentes batem palmas juntos.

No esquete The Four Yorkshiremen, onde quatro homens ricos (Idle, Palin, Cleese e Jones) discutem seus passados, houve uma singela modificação no texto: “Quem teria pensado que, há 40 anos, todos nós estaríamos sentados aqui fazendo Monty Python?”

Opening Night "Monty Python Live (Mostly)"

Em The Penis Song – Idle com um roupão de seda, enquanto Gilliam o acompanha no piano: “Não é muito bom ter um pênis? Não é assustadoramente bom ter um dong?”

Segue, então, para o Medley Naval, que canta louvores à vaginas e bundas. Contando com um coral de 20 pessoas cantando e dançando, eles oferecem alguma gesticulação atrevida ao público, cortesia da coreógrafa Arlene Phillips, que trabalhou com os Pythons no filme O Sentido da Vida.

Depois da dança atrevida, o telão mostra as “Mulheres de Bentley Apresentam a Batalha de Pearl Harbor”, em que elas brigam feito mulherzinhas na lama.

monty-python-gregorio-duvivier-monty-python
Gregório Duvivier e Fabio Porchat deram as caras por lá

Também vemos o rosto de Vladimir Putin cobrindo o umbigo da estátua de David. É o esquete da Última Ceia, em que Eric Idle interpreta Michelangelo, tendo de ouvir reclamações do Papa (Cleese) de que há um número grande de discípulos (28) no quadro “A Última Ceia”, bem como três Cristos.

Em Every Sperm is Sacred (Todo Esperma é Sagrado), a música polêmica do filme O Sentido da Vida, não há um coral de crianças (como no filme), mas de freiras e padres. Enquanto a música acontece, espumas jorram na plateia, saindo de dois canhões fálicos.

Opening Night "Monty Python Live (Mostly)"

O Sr. e Sra. Blackitt (Palin e Jones) discutem a diferença entre a relação sexual de protestantes e católicos. Nos telões passam algumas cenas das Olimpíadas Tolas.

No Esquete do Conselheiro Profissional, o contabilista Palin explica ao conselheiro Cleese que não quer ser mais contador, e sim um domador de leões. Quando, enfim, depois de muita discussão, Cleese mostra pra ele o que é um leão, o esquete muda para…

The Lumberjack Song (A Canção Lenhador). Palin brilha mais uma vez, como um dos personagens mais legais do Monty Python.

Depois de algumas cenas do Futebol de Filósofos, é hora da Canção dos Filósofos, com os Bruces em cena.

Crunchy Frog. Terry Jones, debruçado em uma mesa como o dono da empresa Whizzo Chocolate, recebe a visita dos policiais da saúde (Cleese e Gilliam, vomitando de nojo) por conta da origem pouco ortodoxa e totalmente absurda de seus doces.

monty-python-live-11

Entra em cena o Homem que Fala em Anagramas. Idle faz isso deliciosamente bem.

I Like Chinese (Eu gosto de Chinês) é um número cheio de estereótipos de gosto duvidoso sobre o povo chinês.

“Eu gosto de chinês. Eles copiam tudo o que vêm”.

Depois da música, vem o intervalo.

No segundo ato, o balé dança Spam Lake (O Lago de Spam), mas logo começa algo mais sensual, com a música Sit on My Face (Sente-se na minha cara).

A morte de Mary, Rainha da Escócia. Cleese e Jones como as famosas pepperpots (donas-de-casa inglesas) discutem a morte da rainha. De repente, o rádio explode, então, elas partem para uma breve discussão sobre o pinguim em cima da TV, por isso, ele também explode.

Opening Night "Monty Python Live (Mostly)"

O Gumby aparece na forma de Terry Gilliam (ou vice-versa), ostentando um lenço amarrado na cabeça e uma expressão idiota no rosto, desajeitadamente enchendo um vaso com flores de cabeça para baixo.

Os juízes (Idle e Palin) entram em cena. Os dois chegam vestindo togas e perucas, para então, revelar (e não é uma cena muito bonita) que estão usando corpetes por baixo.

Nudge Nudge. Saudado com uma saudação de reconhecimento na noite de abertura, Idle corresponde seus dias de glória em que ele volta piscando e insinuando coisas sensuais sobre a esposa de Jones, perplexo.

No programa de TV Blackmail (Chantagem),os participantes são forçados a dar dinheiro para evitar que seus segredos comprometedores sejam revelados no programa. A cada show, uma celebridade vai aparecer com um saco de papel na cabeça (quem sofreu a indignidade dessa vez foi Stephen Fry).

John Cleese aparece como a historiadora Anne Elk, com uma peruca medonha, óculos e saia. Essa mulher tem uma “ótima” teoria sobre brontossauros, mas limita-se a dizer “essa teoria, que é minha, e que eu criei”.

Ninguém… Ninguém está a espera dela!

A Inquisição Espanhola. Palin como o Cardeal Ximenez, acompanhado por Biggles e Fang (Jones e Gilliam), tentam torturar Carol Cleveland com um escorredor de louças.

Opening Night "Monty Python Live (Mostly)"

Logo depois, entra em cena Eric Idle, todo garboso, cantando The Galaxy Song (A Canção da Galáxia). O nonsense vem de um esquete em vídeo em que o professor Brian Cox disseca a letra da música, só para ser achatado na grama de uma faculdade pelo excesso de velocidade da cadeira de rodas de Stephen Hawking.

O Ministro do Andar Tolo aparece! Não com John Cleese, mas com os dançarinos de chapéu-coco, enquanto toca The Silly Walk Song.

No Esquete do Argumento, Palin dá um show, apesar do aparente cansaço de Cleese. A química entre os dois é uma delícia. Gilliam aparece pendurado por fios, cantando I’ve Got Two Legs (Eu tenho duas pernas), apenas para ser derrubado por Cleese – seu estômago explodir, fazendo aparecer suas entranhas).

O esquete Spam tem início, e a música começa. E, do nada, Cleese aparece por trás do balcão com uma gaiola na mão.

Toda a plateia já sabe do que se trata, e aplaudiu.

“Desejo registrar uma queixa”, ele diz. A plateia grita mais ainda. E o restaurante do esquete anterior é desmontado e reconfigurado como um pet shop. Então chegamos ao ponto alto da noite.

Um dos números musicais mais esperados, The Christmas Song, aparece quase no fim do espetáculo, dando lugar à Always Look on the Bright Side of Life, fazendo com que meus olhos se umedeçam, por saber que este é o adeus.

monty-python-live-

Bem, resumindo: Esse show não vai fazer ninguém se converter. Ele cumpre o seu papel e deixa os fãs felizes.

Bastante.