• Thiago Meister Carneiro

O Esquete Co-Escrito Por Douglas Adams

douglas-adams-cirurgiao
Douglas Adams como o Dr. Emile Koning

É um fato bastante conhecido que o Universo é enorme, extraordinariamente enorme!

E, é claro que, dentro desse Universo desse tamanhão, duas lendas inglesas tenham se encontrado em algum momento da vida. E podemos chamar essas duas lendas de Monty PythonDouglas Adams.

Para quem ainda não sabe, Douglas Adams é o autor da trilogia de cinco livros O Guia do Mochileiro das Galáxias.

Entre os fãs dessas duas lendas, existe alguns rumores, como que “Douglas Adams era um python”, e de que ele teria escrito esquetes para a série Monty Python’s Flying Circus, em um episódio chamado 42.

Esses rumores podem ter aparecido devido ao tipo de humor parecido que ambos demonstravam, e porque Adams se formou em Cambridge, onde também se formaram os pythons Eric Idle, John Cleese e Graham Chapman.

Chapman e Adams escreveram uma série juntos, Out of Trees (que não passou do episódio-piloto).

Mas, em se tratando de Monty Python e Douglas Adams, temos que desmentir alguns rumores:

1 – Douglas Adams nunca fez parte do Monty Python!

2 – Douglas Adams nunca foi roteirista da série Flying Circus!

3 – A série Flying Circus não tem um episódio chamado 42!

O que aconteceu, é que Douglas Adams apenas fez uma participação especial como o cirurgião Dr. Emile Koning no episódio The Light Entertainment War (episódio número 42, e não chamado 42), da série Flying Circus.

E co-escreveu apenas um esquete para um episódio chamado “Party Political Broadcast (Transmissão do Partido Político)”.

Esse episódio foi ao ar no dia 5 de dezembro de 1974.

ESQUETE
Adams e Graham Chapman co-escreveram “Patient Abuse”, e é notável pela quantidade de humor negro.

No esquete, um homem (Terry Jones) corre por uma clínica com sangue jorrando de seu estômago. O médico (Chapman) tranquilamente pergunta qual é o problema, e o homem responde que a enfermeira o esfaqueou.

terry jones graham chapman

O médico diz que ele tem que preencher uma papelada antes de receber qualquer atendimento.

Com seu sangue derramando pelo chão, o homem tenta preencher os papéis. Assim que termina, ele entrega ao médico a papelada encharcada de sangue, e o médico passa a questioná-lo:

“Certamente você sabe o número quatro! É de O Mercador de Veneza, até eu sei isso!”

O esquete termina com a enfermeira (Carol Cleveland) entrando com um sabre sangrento, o que implica que ela acabou de esfaquear o último paciente. O médico e a enfermeira decidem almoçar, deixando o paciente morrer.

Um fato interessante, é que uma das respostas que o paciente tinha que saber é o brasileiro “Emerson Fittipaldi”.

Mais Coisas Pythonescas:

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 35 anos na cara. Foi para Camelot, mas desistiu de entrar porque era um lugar muito idiota.