• Thiago Meister Carneiro

Flying Circus: Quer Comprar Um Queijo?

Os esquetes do Monty Python protagonizados pela dupla John Cleese e Michael Palin são os mais bem construídos, cujos roteiros chegam a ser o ápice do nonsense.

Isso sem falar na construção dos personagens dos dois pythons, cuja cumplicidade se vê de longe: Palin, com seus personagens tímidos e fracassados, fazendo o contraponto aos personagens de Cleese, que personalizam o arrogante, o manda-chuva.

É assim com “O Ministro do Andar Tolo” e com a “Agência de Discussões”. Já com “O Papagaio Morto” e o “Esquete da Loja de Queijos” os papeis parecem se inverter, mas a comicidade Palin/Cleese continua ácida.

FARMÁCIA
No dia 30 de novembro de 1972, foi ao ar o Esquete da Loja de Queijos (Cheese Shop Sketch), da terceira temporada da série Monty Python’s Flying Circus.

A ideia do esquete veio depois de um dia de filmagem em Folkestone Port, onde John Cleese ficou enjoado e vomitou várias vezes ao tentar a sua fala. Chapman disse que devia comer alguma coisa, e o amigo disse que queria um pedaço de queijo.

Ao ver uma farmácia, Cleese perguntou se a loja iria vender queijo, e Chapman respondeu que, se eles fizessem isso, ele precisaria de uma receita médica para comprar alguns.

Então as ideias começaram a aparecer.

No entanto, ao começar a escrever o esquete, concluíram que pedir queijo em uma farmácia era muito irrealista.

Foi aí que chegaram à conclusão de que seria mais engraçado se alguém tentasse comprar queijo em uma loja de queijos (de propriedade de Michael Palin) que não tinha um queijo sequer.

QUEIJO
Cleese pede o queijo Red Leicester e o proprietário responde “Receio que estejamos sem Red Leicester, senhor”.
Tilsit? “Em falta até o fim de semana”.
Caerphilly? “Eu esperava que entregassem esta manhã”.
Bel Paese? “Desculpe”.
Red Windsor? “Normalmente sim. Mas hoje a van quebrou”.
Stilton? “Desculpe”.
Gruyère, Emmental? “Não”.
Jarlsberg Norueguês? “Não”.
Liptauer? “Não”.
Lancashire? “Não”.
Stilton Branco? “Não”.
Dinamarquês Azul? “Não”.
Duplo Gloucester? (pausa dramática) “Não”.
Cheshire? “Não”.
Algum Dorset Vinney Azul? “Não”.
Roquefort, Pont l’Evêque, Port Salut, Sabóia, Saint-Paulin, Carré de l’Est, Boursin, Bresse-Bleu, Perle de Champagne? “Não”.
Camembert? “Ah! Temos algum Camembert, senhor. Está um pouco mole, senhor (olha embaixo da bancada). Oh, o gato comeu”.
Gouda? “Não”
Edam? “Não”, e assim vai…

Palin e Cleese saudando o Dr. Chapman no especial “Monty Python (Quase) Ao Vivo”, de 2014

Mais Coisas Pythonescas:

Jornalista Especialista em Estudos Linguísticos e Literários, 35 anos na cara. Foi para Camelot, mas desistiu de entrar porque era um lugar muito idiota.